Você está em: Cursos Gratuitos > Curriculum Vitae > Dicas > Plataforma Lattes

Plataforma Lattes

O que é Plataforma Lattes?

Fazer um currículo na Plataforma Lattes está longe de ser uma tarefa difícil, por outro lado, é necessário sim redobrar a atenção em alguns pontos, os quais serão citados aqui. Primeiramente, é importante que o seu currículo Lattes seja composto, impreterivelmente, de informações corretas e atualizadas, haja vista que as mesmas constarão no corpo do currículo. Assim como em qualquer documento de apresentação ou currículo, é desejável que suas atuações mais relevantes tenham destaque no Lattes. Procure seguir as dicas abaixo, do início ao fim de sua criação de currículo, a fim de não errar em nenhuma etapa do processo.

O endereço eletrônico para o acesso à plataforma Lattes e para o cadastro na mesma é http://lattes.cnpq.br/. É importante citar que o sistema vem sofrendo ainda uma série de alterações buscando atingir uma interface mais simples de ser utilizada e que suporte o grande número de cadastros e acessos, por isso, devido às atualizações do CNPQ, existe a possibilidade de que, uma informação ou outra, que for revelada a seguir, não bata com a realidade, mas no geral, haverá coerência.

curriculo lattes dicas

 

Como se cadastrar

Atualmente, após o cadastro que será diretamente ligado ao número do seu CPF, é possível preencher suas informações pessoais e profissionais e então publicar seu currículo. O processo de preenchimento não apresenta grandes complicações uma vez que tudo se divide em seções para facilitar e uniformizar o sistema.

Inicialmente é recomendável que se preencha o que se encontra designado como “Dados Gerais” que são basicamente referentes à identificação das pessoas, endereços (inclusive profissionais, se houver), idiomas e nível de fluência dos mesmos, prêmios e títulos auferidos, outras informações consideradas relevantes, e um texto inicial, que pode ser gerado automaticamente pelo sistema (a partir das demais informações que serão preenchidas, ou pode ser personalizado pelo próprio autor).

 

Devem ser preenchidas também informações referentes à “Formação” do cadastrado. Formação acadêmica, níveis de titulação, instituições e datas serão preenchidas nessa seção. Aqui também devem constar informações acerca de cursos extras, chamados de “formação complementar” e recomenda-se que conste também a carga horária destes. Tente sempre colher o máximo possível de informações a fim de deixar seu currículo o mais completo possível.

 

A partir da seção “Atuação” começa de fato o preenchimento de dados referentes às suas atividades profissionais e de pesquisa, enfim, referentes à sua carreira. Aqui deverão constar experiências e atuações profissionais, incluindo a atual (se houver) contando de detalhes quanto ao cargo, carga horária, instituição, regime de dedicação e etc.

Aqui também deve constar informação sobre a participação em linhas de pesquisa, atuação enquanto membro de corpo editorial ou comitê de assessoramento, atuação como revisor de periódico ou de projetos de agencias de fomento e detalhes sobre a área de atuação enquanto pesquisador.

 

Na seção “Projeto” devem ser preenchidas com atenção todas as informações sobre o desenvolvimento de projetos de pesquisa, projetos de desenvolvimento tecnológico, projetos de extensão e demais tipos de projeto. Vale lembrar que devem constar aqui informações sobre projetos em andamento e também sobre os projetos já concluídos, preenchendo com informações solicitadas em todos os campos.

 

Na seção “Produções” deve-se dar muita atenção aos subitens. Aqui devem constar todas as informações que se refiram às produções bibliográficas, técnicas e/ou artísticas/culturais do profissional. Artigos, livros, capítulos em livros, publicações e apresentações de trabalho, partitura, tradução, prefácio e posfácio são tidas como produção bibliográfica e desse modo não só podem como devem ser localizadas nesses campos, e todas as informações sobre a publicação devem ser preenchidas.

  • As produções técnicas são assessoria e consultoria, extensão tecnológica, programas, trabalhos técnicos, mapas, cursos ministrados, desenvolvimento de material didático ou instrucional, editoração, manutenção de obras, maquete, entrevista, relatórios de pesquisa, e etc. Da mesma forma deve-se respeitar e preencher todas as informações solicitadas como datas, locais, ISSN (em caso de publicações) e autores.
  • As produções artísticas e culturais referem-se ao desenvolvimento de atividades nesse âmbito. Portanto atuação em espetáculos de artes cênicas, apresentações musicais, exposições, trabalhos na área de artes visuais e etc. sendo preenchidas as informações com igual atenção.

 

Outra seção presente para o preenchimento do currículo Lattes é a chamada “Patentes e Registros” onde deverão ser direcionadas todas as informações pertinentes referentes às patentes, registros de programas de computador, desenho industrial, marcas registradas, topografia e etc. As informações têm seus campos específicos e devem também ser preenchidas com o máximo de detalhamento.

 

A seção “Inovação” refere-se ao desenvolvimento dessas atividades, especialmente do campo tecnológico, que são também protegidas pelas patentes. No entanto aqui temos campos para o reenchimento de outras informações, referentes em geral ao processo de desenvolvimento dessas novas tecnologias, como projetos de pesquisa, e etc.

 

O preenchimento da seção intitulada “Educação e popularização de C&T” será baseado no em informações referentes, de modo geral, ao processo de tornar público o desenvolvimento e os resultados das atividades de pesquisa das mais diferentes áreas. Aqui, portanto serão colocados os artigos completos publicados, trabalhos apresentados, exposições, produções bibliográficas entre outros, contando com o máximo de detalhamento sobre o meio dessa publicação e etc.

 

A seção “Orientações” é específica para que os orientadores preencham informações sobre suas orientações e supervisões em andamento e as concluídas, além das datas e instituições e o nome dos orientados e importante que junto com as informações solicitadas se preencha também o título da pesquisa orientada e sua natureza.

 

A seção “Bancas” destina-se ao preenchimento das informações sobre as participações em bancas de trabalho de conclusão de curso, seja de graduação ou pós-graduação, e também sobre as participações em bancas de comissões julgadoras, como, por exemplo, em concursos. Do mesmo modo devem ser preenchidas todas as informações, de acordo com os campos disponibilizados e com o máximo de detalhamento.

 

O preenchimento da seção “Citações” destina-se a informações de citações do autor em bases bibliográficas como ISI, SciELO, SCOPUS e demais bases do gênero, e devem constar as informações detalhadas quanto a essas citações.

 

Finalização

O processo de preenchimento das informações da plataforma Lattes mostra-se simples, completo, organizado e uniformizado justamente por ser num formato onde campos específicos são preenchidos com informações precisas e detalhadas, e ao mesmo tempo necessárias para aquilo que é a finalidade da plataforma, ou seja, consulta e possibilidade de acompanhamento e avaliação do desenvolvimento profissional dos cadastrados.

Fonte: www.plataformalattes.com.br

TEMOS MAIS ARTIGOS PARA VOCÊ:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *