Você está em: Cursos Gratuitos > Física > Lei dos Gases perfeitos e Ideais – exercícios e explicação geral

Lei dos Gases perfeitos e Ideais – exercícios e explicação geral

gases perfeitos e gases ideiaisUm gás perfeito teria uma molécula sem volume, ele não teria força de atração entre as moléculas, dentre outras características que tornam o gás ideal para a aplicação desta lei, sendo que trata-se de um gás idealizado que segue perfeitamente um modelo matemático.

Quando falamos em gás sabemos que as moléculas tem bastante energia, que elas estão bem afastadas uma das outras, uma molécula não exerce basicamente atração nenhuma sobre a outra. Quando se pega um gás perfeito para se aplicar uma lei do gás perfeito, o que se fás nada mais é do que pegar todas as leis relativas aos gases existentes em juntar em uma única opção.

A lei pode ser descrita da seguinte forma: Pi vezes Vi sobre Ti é igual a Pf vezes Vf sobre Tf. Os gases perfeitos obedecem a três leis bastante simples, que são a lei de Boyle, a lei de Gay-Lussac e a lei de Charles. Essas leis são formuladas segundo o comportamento de três grandezas que descrevem as propriedades dos gases: o volume, a pressão e a temperatura absoluta.

TEMOS MAIS ARTIGOS PARA VOCÊ:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *